Assim como falamos no começo do mês, o BNDES anunciou uma série de mudanças com o objetivo de ajudar os empreendedores no Brasil e, como consequência, aquecer a economia. As medidas serão de grande ajuda para todos os empresários independente de seu ramo e porte, porém alguns dos estímulos têm foco nos setores alimentícios e de produção de equipamentos. Nesse post iremos falar sobre o impacto de cada alteração e as facilidades propostas.

Melhoria nos processos:
O prazo-limite de contratação de financiamentos e empréstimos será diminuindo de 30 para 2 dias úteis. Com um processo mais eficiente, o empreendedor poderá contar com o dinheiro em sua conta muito mais rápido do que era antes. Essa agilidade é importante para novas empresas que precisam iniciar suas atividades o mais cedo que puder e para empresas já existentes que dependem desse capital para fechar negócios e crescer cada vez mais.

Lançamento do BNDES Agro:
O BNDES lançará o cartão BNDES Agro para produtores rurais, porém com uma novidade: ele também será acessível para pessoas físicas. Com limite dobrado para 2 milhões de reais, essa linha de crédito irá incentivar potenciais investidores à ingressar no setor agropecuário e empreendedores da área à aumentar seus investimentos resultando em crescimento e evolução do mercado.

Ampliação do capital de giro para compra de máquinas e equipamentos:
Máquinas e equipamentos novos aumentam a eficiência e diminuem prejuízos. A compra de itens de alta qualidade pode ser um grande salto para novas empresas que iniciarão suas atividades com equipamentos de alta performance ou empresas que estão fazendo a troca desses itens e terão uma melhora considerável em sua produtividade. O aumento do capital de giro para compra desse maquinário é importante para empreendedores de todos os portes e será de grande importância para a retomada da economia.

Aumento do prazo para aquisição de máquinas:
O prazo de pagamento para financiamentos relacionados à aquisição de máquinas foi dobrado de cinco para dez anos. Com essa mudança, o empreendedor terá um tempo maior para se focar no crescimento de sua empresa sem precisar se preocupar em tirar dinheiro de seu caixa para pagar o empréstimo ou renegociar sua dívida.

Essas mudanças não são sinônimo do fim da crise ou entrada em uma época de prosperidade total, porém elas estão na direção correta se o objetivo é reaquecer a economia e aumentar a produtividade do país. O incentivo à atividade econômica e empreendimentos sempre resulta na melhora de diversas áreas como taxa de desemprego, índice de produtividade e também produtos de maior qualidade e com preços mais competitivos para o consumidor.

Responda

Copyright © 2017 Todos os direitos reservados.